Notícia



Accelerate2030 seleciona negócios de impacto para expansão global

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Impact Hub lançaram no último dia 20 de março, em 16 países (incluindo o Brasil), a terceira edição do programa Accelerate2030. O objetivo é identificar negócios inteligentes, inovadores e sustentáveis, já colocados em prática, que contribuam para o alcance de um ou mais dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e que possam ser aplicados em escala global. No Brasil, seis capitais participam do programa: São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Manaus e Florianópolis. O UDF é parceiro do evento.

 

Inscrições

O Accelerate2030 tem a missão de apoiar empreendimentos que contribuem com os ODS para alavancar seu impacto. Para isso, a iniciativa oferece aos empreendedores selecionados acesso a um programa de aceleração que inclui treinamentos, desenvolvimento de um plano para escala global, fomento a conexões estratégicas e suporte especializado. As inscrições para o programa ficarão abertas de 20 de março a 30 de abril, no site brazil.accelerate2030.net.

A expectativa é de que 30 negócios sejam escolhidos e passem pelo programa de capacitação nas unidades do Impact Hub no Brasil. Os três que apresentarem melhor desempenho serão indicados para a etapa global. “Acreditamos que os empreendedores podem desempenhar um papel importante no avanço de soluções não convencionais para os desafios cada vez mais complexos e críticos do mundo. No entanto, eles precisam de mais do que um ecossistema favorável para prosperar. Necessitam de impulso e acesso a redes específicas de suporte em sua jornada para crescer em nível global. É isso que o Accelerate2030 vem oferecer”, diz o coordenador do programa no Brasil, André Maciel, cofundador do Impact Hub no país.

 

Internacionalização

Em outubro, os responsáveis pelas iniciativas escolhidas irão para Genebra, na Suíça, para participar de encontros com agências internacionais e rodadas de negócio com potenciais investidores de vários países, além de receberem a chancela do PNUD em eventos como o Social Good Summit. A partir daí, seguem com apoio para abertura de portas ao redor do mundo. “Nós percebemos que precisávamos sair da nossa zona de conforto e buscar parcerias com atores que conhecem bem esse ecossistema empreendedor e que sabem como inovar e dar suporte a startups. O Impact Hub tem essa rede de empreendedores e startups ao redor do mundo; o parceiro perfeito”, explica Maria Luisa Silva, diretora do PNUD em Genebra.

O programa conta com o apoio internacional da Pfizer, do International Trade Center e, no Brasil, com a parceria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e da Fundação Grupo Boticário.

 

Saiba mais

Para saber mais sobre o Accelerate2030, acesse brazil.accelerate2030.net/.

Compartilhe: